Cirurgia Bariátrica, o desafio.

Progresso

LilySlim Weight loss tickers

sexta-feira, 4 de março de 2011

A hora da verdade

Entramos, cumprimentamos o Dr. Wilson e sentamos. Esperei ele perguntar algumas coisa e como estava muito ansiosa e ele demorou, eu comecei a falar.
Minha estratégia foi muito bem pensada e eu comecei falando do meu problema com Hernia de Hiato. Falei que tinha ido em outros médicos e eles diagnosticaram a hernia de hiato e que eu sofria muito com isso e tal.. e disse que queria operar da Hernia (nesse momento ele deve ter pensado "ué?") e que quando o Dr. fosse operar a hernia, queria que ele POR FAVOR fizesse a redução do meu estomago. Rsrs eu rodeei, rodeei pra chegar no assunto que mais me interessava. E ai chegou a hora da verdade, a resposta dele!
Ele disse: Qual sua altura? e eu respondi e ele pediu pra eu pesar naquela "pequena" balança: Era uma balança gigante, e minha irmã até brincou: Nossa que balança grande!! E ele disse que tinha que ser reforçada mesmo e as vezes ela quase não dava conta... Meu peso deu 85,6.
Então, ele calculou meu IMC e disse: "É, seu peso da pra fazer a cirurgia sim." Naquele momento, meu coração explodiuuu de emoção, e eu respondi: "Dá?? Aiii que bomm!" Mal podia acreditar!!! Eu nem estava esperando que seria tão facil, eu nem precisei implorar pra ele. E ele completou "...mas não vai dar pra ser pelo Plano de saúde e nem pelo SUS". Depois ele explicou varias coisas e disse que a associação médica está brigando na justiça para que o Ministério da Saúde libere a cirurgia bariatrica para pessoas com IMC acima de 33 que possuem co-morbidades, e aí os planos e o SUS serão obrigados a cobrir.
Disse também que o médico que inventou a técnica Fobi-Capella fez essa cirurgia na própria filha dele, que tinha o IMC 32.
O Dr Wilson explicou que quando a pessoa tem o IMC mais baixo também corre menos riscos de complicações na cirurgia e nessa altura eu ja estava nas núvens.Eu flutuava!!
Ele olhou os meus exames, estavam tudo OK, e pediu  mais algus exames: RX Torax, Ecografia Abdominal Total, Eletro-cardiograma e o Laudo do Psicologo. 
Ao fim da consulta, ele me passou as papeladas e me encaminhou para Claudirene, para tratarmos do assunto mais doído: o $$.
Mas naquela altura, eu fazia qualquer negócio para atingir o meu objetivo!

Eu mal podia acreditar que todos os meus temores eram em vão e que tudo iria mesmo acontecer...Eu flutuava!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário